Périplo (part. Nando Reis)

Skank

Meus olhos, périplo
Desejam alcançar
Seus olhos perdem luz
Na imensidão do mar

Eles fogem longe, implodem em mim
Explodem hoje, escorrem
Eles podem ir onde somem, sim
Se mordem, escondem, correm

Meus olhos pedem-nos
A rendição fugaz
Seus olhos ferem cruz
Na dentição voraz

Eles fogem longe, implodem em mim
Explodem hoje, escorrem
Eles podem ir onde somem, sim
Se mordem, escondem, correm

Sem jamais
Ter hora e entra agora, dentro, embora
Queira mais
Melhora apenas quando chega logo aqui

Seus olhos prego em cruz
O meu prazer brutal
Meus olhos querem-nos
Na perdição vulgar

Eles fogem longe, implodem em mim
Explodem hoje, escorrem
Eles podem ir onde somem, sim
Se mordem, escondem, correm

Sem jamais
Ter hora e entra agora, dentro, embora
Queira mais
Melhora apenas quando chega logo aqui

Sem jamais
Ter hora e entra agora, dentro, embora
Queira mais
Melhora apenas quando chega logo aqui

  1. Son Grand Numéro
  2. Pela Porta da Frente
  3. 1935-1942 / 1936-1945
©2003- 2014 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital